Estudo CBIC sobre os impactos econômicos do conflito entre Rússia e Ucrânia


Recentemente, foi publicado o estudo “A economia brasileira e o conflito Rússia x Ucrânia”, elaborado pela economista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Ieda Vasconcelos. Segundo ela, as análises dos efeitos econômicos no país apontam para uma maior pressão inflacionária. “É preciso ressaltar que o Brasil não cumpriu a sua meta inflacionária em 2021. Mesmo antes do início da guerra, as expectativas já sinalizavam que em 2022 não será diferente. Diante de um teto da meta de 5%, as estimativas para o IPCA já chegam a 5,75%”, disse.


Nesse sentido, segundo o estudo, uma das principais preocupações é o aumento das commodities como minério de ferro, alumínio, cobre e petróleo, além do possível aumento dos fretes. “Na avaliação da entidade, o movimento pode elevar ainda mais os preços dos insumos utilizados na construção que, desde meados de 2020, já pressionam os custos do setor”, diz o conteúdo.


Além disso, há o receio da CBIC pela diminuição da atividade econômica com uma possível retração no investimento dos brasileiros em imóveis motivada pela alta da inflação, que deve puxar os juros para cima.


Acesse o material AQUI


Fonte: Portal CBIC